"DESTRALHAR"

Nunca pensei dar o braço a torcer nesta ... "Arrume a Sua Casa, Arrume a Sua Vida" de Marie Kondo é de facto uma lição de espiritualidade. Continuem a ler que já vos explico ;)

Este ano pude finalmente fazer o que há muito pretendia ... arrumar, organizar até à exaustão a minha casa, o meu espaço. A sensação que tenho tido de há uns meses largos para cá, é que em parte eu não conseguia ter uma visão clara para onde me encaminhava na vida, porque não estaria tão bem organizada como queria dar a parecer. Na minha vida pessoal e familiar aparentemente estava tudo bem, a profissional a encaminhar-se ... já a minha casa (sabe-se lá porque é que na maioria das vezes não incluímos o espaço em que vivemos o lado mais íntimo das nossas personalidades na nossa vida) é uma outra história. Limpinha sim, arrumadinha na maioria das vezes sim, organizada? NÃO :)

O meu apartamento é pequeno e embora não me possa queixar, a não ser do facto que não tenho como arrumar (leia-se esconder) as dezenas de tralhas que vou acumulando ... Pelo que de há umas semanas para cá deu-me a fúria e deitei mãos à obra.
A verdade é que tudo começa e acaba em nós. e o nós implica tudo o que directamente nos afecta. Sempre ouvi os meus Pais dizerem-me que a nossa casa é o nosso porto de abrigo. Se nós não sabemos o que temos nele como poderemos encontrar sossego? O passo mais difícil é assumirmos que já não usamos, que não nos é útil e que somos capazes de nos libertar dessa sensação de posse. 
E a verdade é que a tralha que acumulamos em casa, acumulamos em nós mesmos, porque com elas estão as memórias e os pensamentos que na altura em que as adquirimos nos consumiam. Porque no fundo ao acumularmos tudo em casa acumulamos na nossa vida emocional que fica sobrecarregada com o que não nos serve mais. Arrumar a casa com método é arrumarmos a nossa cabeça, a nossa vida. Porque tomamos as redeas sobre o que queremos ou não manter, o que queremos ou não deixar para trás .. .de vez. De que nos serve aquela roupa que já não vamos vestir? Só para nos martirizarmos que um dia já fomos magras e elegantes e vestíamos 34? De que nos serve guardar aqueles sapatos de salto finíssimo e lindos de morrer mas que jamais iremos usar de novo já que nos matam de dôr nos pés? No meu caso posso acrescentar a estes exemplos os gadgets dos anos 90 que de nada servem e que eu posso perfeitamente prescindir de os ter em casa. Já não para não falar dos livros da primária, preparatória, secundária e faculdade que não me servem para nada e que podem perfeitamente ir para a Biblioteca Municipal por exemplo. Se não quiserem doar, vendam ou reciclem! É uma boa forma de se entreterem se tiverem tempo para isso ;). Falarei sobre isso noutro post :)
Se me sinto mais orientada, sinto! Embora confesse que ligeiramente em pânico também porque esta coisa de saber onde tenho tudo o que preciso deixa-me um pouco desconfortável ... não sei como reagir a tanta organização. Mas curiosamente também me sinto mais livre acreditam? 

Assim o meu sábio conselho é ... um compartimento de cada vez e tudo o que encontrarem que não pertença àquele arrumo em questão coloquem onde pertence num cantinho até ao momento de irem tratar desse espaço. Senão perdem-se ... (fala a experiência ... ) ... eu perdi-me num apartamento sem muitas divisões 😂 mas lá me encontrei e continuei a arrumar ... a casa, a cabeça, as emoções e consequentemente a minha vidinha ...

Beijinho, 

Sónia

Comentários