DO AMERICA'S GOT TALENT PARA LISBOA: TAPE FACE NO TIVOLI BBVA A 25 E 26 SETEMBRO

Não lhe diz nada? Mas olhe que devia ir procurar o nome na Web. Simon Cowell (o sisudo do America's got Talent) considerou-o Charlie Chaplin dos tempos modernos. Tape Face é "silêncio com barulho". Stand up sem conversa. Teatro sem palavras. É preciso ver para crer!
Distinguido nos mais relevantes festivais de artes e cultura, Tape Face acumula audiências em televisão e no YouTube com a mesma facilidade com que coleciona reviews de cinco estrelas pela crítica.

Depois de temporada esgotada em Las Vegas, uma tour pelos Estados Unidos, de várias atuações no West End de Londres, e de ter arrebatado o público novamente no Fringe, Edimburgo, Tape Face chega agora a Portugal, para duas noites surpreendentes no Teatro Tivoli BBVA. Com data marcada para os dias 25 e 26 de setembro, o espetáculo tem inicio às 21.30h e é para maiores de 16 anos. Os bilhetes já se encontram disponíveis e estão à venda nos locais habituais.

Autor do silêncio que move plateias e das travessuras que surpreenderam o America’s Got Talent, Sam Wills é um fenómeno consensual da comédia silenciosa. Reconhecido pelos pares e premiado em diversas competições e festivais de artes e de comédia, este mimo neozelandês é também o homem cujo espetáculo é partilhado na internet vezes sem conta em todo o mundo, tendo sido o artista mais viral do YouTube no ano de 2016. Só a audição do artista no programa de talentos somou mais de 45 milhões de visualizações.

Com um show inspirado no cinema mudo, na mímica, na magia, no teatro de fantoches, na Motown e nos filmes de Patrick Swayze, Tape Face é uma alma melancólica e curiosa que encara cada objeto e membro da plateia como um potencial amigo ou alvo de brincadeira. Desde sapatos que cantam, vestidos vazios que dançam, a fita adesiva que se transforma em rosas, Wills cria todo um mundo de possibilidades onde a única certeza do público é o riso. 


Toda a informação sobre Tape Face pode ser consultada no site oficial do artista: http://www.gagreflex.co.uk/clients/tapeface/64/ ou na sua página de Facebook: www.facebook.com/tapefaceboy .


Mais sobre Sam 


Antigo artista de circo e de rua na Nova Zelândia, de onde é natural, Sam Wills criou um número de stand up silencioso, “The Boy With Tape On His Face”, em 2008. Foi um sucesso imediato nos antípodas, colecionando inúmeros prémios, incluindo “Melhor Espetáculo”, "Melhor Conceito de Espetáculo”, “Escolha do Público”, e uma nomeação para “Melhor Estreante” no Festival de Comédia de Melbourne.


Atualmente a residir no Reino Unido, Tape Face levou a magia da sua comédia física e extraordinária imaginação ao Fringe Festival de Edimburgo, em 2010, onde o espetáculo foi um estrondoso sucesso logo na estreia, tendo recebido uma nomeação para Melhor Estreante nos Foster’s Awards.

O espetáculo no Fringe, em 2011, decorreu numa sala maior e esteve sempre esgotado, uma vez que o apelo universal de Tape Face começou a atingir patamares inéditos. Após a digressão pelo Reino Unido do seu primeiro espetáculo, Wills regressou a Edimburgo com mais comédia física no espetáculo “More Tape”. Ao esgotar todas as noites os 750 lugares do Pleasance Grand, tornou-se claro que Tape Face era o grande destaque do Fringe.
O seu encanto ultrapassa idades, idiomas e culturas, e foi sem surpresa que recebeu o Fosters Panel Award e onze críticas de cinco estrelas.
Tape Face é um personagem de apelo universal. Delicioso, satírico, de inúmeras camadas e hilariante, Wills alimenta a criança que temos dentro de nós. De humor simples, inteligente e charmoso, com o objetivo de saciar esse apetite, criou um dos espetáculos mais acessíveis e agradáveis que o mundo já viu.
O comediante silencioso preferido da Grã-Bretanha, Tape Face, atuou para Simon Cowell, Mel B, Heidi Klum e Howie Mandel na 11.a temporada de “America’s Got Talent” (AGT), programa transmitido pela NBC para cerca de 11 milhões de espetadores. A audição somou mais de 45 milhões de visualizações no YouTube. Ele conquistou a plateia em todas as atuações, e após várias programas com concorrência fortíssima, tornou-se um ovacionado finalista, tendo sido aplaudido de pé pelo seu estilo único.

Após um extraordinário ano de 2016, em que se estreou em Las Vegas, chegou à final de “America’s Got Talent”. Tornou-se uma sensação na Internet com alguns dos vídeos mais vistos da história do AGT, realizou uma digressão de 52 espetáculos esgotados em algumas das salas mais emblemáticas do Reino Unido, convenceu uma Spice Girl a usar um tampo de sanita na cabeça, em direto na televisão americana, perante uma audiência de 14 milhões de espectadores, e estreou a sua muito aguardada residência no
Flamingo, em Las Vegas.

Em setembro atua em Portugal, em outubro faz uma digressão pelos EUA e chega à Alemanha em dezembro.


Comentários