AMOR | POR FILIPA FAUSTINO - OMSHANTI

Amor é permitir que o coração se encha de pequenas alegrias ao longo do caminho, é permitir que o mais pequeno dos gestos nos abrace. Abraçar a Vida, estar consciente do propósito, passa em primeiro lugar por abraçar o amor.O amor da nossa alma por ti.
Relembrando que és verdadeiramente amado a todos os momentos e que a vida só espera a autorização que o amor dá, para te trazer experiências ainda mais fascinantes e nutritivas emocionalmente. 

A intensidade do amor próprio revela a intensidade com que abraças a vida, a sabedoria e a estrutura espiritual que vem da tua alma e que estás neste plano para manifestar. Nada é feito sem amor, nada acaba sem amor. Então, amor é o inicio e o fim. A vida é o inicio e o fim e nunca poderás considerar a vida sem o amor. 

A vida sem amor é uma não existência, é acordar todos os dias mas não honrar a missão dada pela estrutura espiritual menos consciente. Poderás até nem saber muito bem qual é o propósito do teu tempo neste plano, mas se viveres em amor, viveres verdadeiramente, estarás sempre em cumprimento. Aprofundando ainda mais a questão do amor próprio, quero que consideres algo: a tua primeira relação emocional é sempre contigo mesmo, quando ainda te formavas enquanto ser físico dentro da barriga da tua mãe, a primeira relação que tiveste foi entre o teu espírito e o teu corpo, foi o reconhecimento de elementos de densidade diferente mas que são unos energeticamente. 

Logo, todas as respostas emocionais que tens, elas aconteceram sempre primeiro de ti para ti, só assim é possível reconhecê-las e depois manifestá-las. Seria impossível manifestar tristeza com alguém, se nunca tivesses ficado triste contigo mesmo, tal como é impossível expressares o mais puro amor com os demais, se dentro de ti esse amor não se manifesta de ti para ti, tão simplesmente porque não existe um reconhecimento celular. Só consegues manifestar fora o que já reconheceste dentro. 

É simples e lógico, porque energeticamente só podes criar, manifestar algo que o teus sistemas mental e emocional concordem em uníssono que existe. Amor, amar, ser amado, tudo começa dentro, tudo começa na relação de ti para ti. O amor traz-te a consciência da tua grandiosidade e magnificência espiritual, emocional, mental e até física. 

O amor cura, desbloqueia, manifesta, eleva e permite que honres a vida que te foi dada pelo teu sistema familiar quando foste criado neste plano, mas também, e igualmente importante, permite que honres a vida que te é dada todos os dias para que vivas mais um dia, mais uma hora, mais um minuto. 

Amar tudo o que és, desde o teu corpo, a tua mente, as tuas emoções, o teu espírito, é permitir que o fluxo da vida flue por ti, que o mais puro de ti volte à tua consciência.



Filipa Faustino

www.omshantilx.com

omshantilx@gmail.com


Comentários