TEORIA GERAL DO ESQUECIMENTO - JOSÉ EDUARDO AGUALUSA

O livro que, com o seu autor José Eduardo Agualusa, foi distinguido com o prémio internacional literário DUBLIN nesta semana que passou e que retrata o drama  no decorrer da independência de Angola. Quem viveu aqueles dias sabe bem o quanto se reencontra nas páginas deste romance. Para quem não viveu aqueles momentos, leiam para que possam compreender o que se ganhou e perdeu nessa altura ...
Um retrato muito composto e intenso da revolução de um País, das vidas e formas de estar e ser de um Povo, em que não se perde a descrição da côr, hábitos, cheiros e sons de uma cidade cosmopolita, e da sua população. 
Uma rica leitura de José Eduardo Agualusa onde se sente o desespero de quem parte e de quem fica por que se identifica ou de quem fica por medo de partir. Por que estrangeiro em terra alheia sempre é melhor que ser estrangeiro no País de origem. 
Uma história de uma expatriada que inequivocamente escolhe a terra onde sempre viveu como refúgio dos seus medos e assim escolhe a sua pátria, como tantos que o fizeram não de forma tão excessiva. Um romance que vale a pena ler, para recordar, reconhecer e conhecer o que esconde a luz de África.


SINOPSE

Luanda, 1975, véspera da Independência. Uma mulher portuguesa, aterrorizada com a evolução dos acontecimentos, ergue uma parede separando o seu apartamento do restante edifício - do resto do mundo. Durante quase trinta anos sobreviverá a custo, como uma náufraga numa ilha deserta, vendo, em redor, Luanda crescer, exultar, sofrer.
Teoria Geral do Esquecimento é um romance sobre o medo do outro, o absurdo do racismo e da xenofobia, sobre o amor e a redenção.


Comentários