12 PASSOS PARA SER UM "MILAGRE" DA MEDICINA | POR CARLA DE SOUSA PINTO

Como Coach Oncológica, gosto de dar a conhecer as seguintes “regras” aos meus Clientes. São como mandamentos para uma vida mais leve e um caminho médico com menos pedras. A partir de hoje são vossas, para que as possam partilhar, com quem saibam que delas necessitam.
1. Toma o controlo da doença. 

Podes achar que estás desamparado, mas não estás! Assume o controlo da tua vida de volta; obtém informações e atitudes. Faz parte de todas as decisões do teu tratamento. Resiste ao desejo de deixar tudo nas mãos do teu médico.


2. Insiste em Opções. 

Esqueçe as segundas opiniões. Observa as segundas opções. Não existem absolutos na medicina, sem inevitabilidades. Existem várias soluções para cada problema. Tens, apenas que encontrá-los. Não temas escolhas; Abraça-as!


3. Encontra o médico certo. 

Nem todos os médicos são criados iguais. Quando estás gravemente doente, vale a pena o esforço extra para encontrar o melhor para tua condição. Pode fazer a diferença, literalmente, entre a vida e a morte.



4. Constroí uma parceria com o teu médico. 

Uma verdadeira parceria significa que há responsabilidades de parte a parte. A tua parte é ser informado sobre a doença, fazer TODAS as perguntas. A parte do teu médico é responder a todas, completa e pacientemente.


5. Reconhece que todas as decisões médicas são compensações. 

Novamente, não há respostas certas. Todas as decisões relativas a tratamentos médicos envolvem a dupla custos Versus benefícios. Para encontrar o equilíbrio certo para ti (o equilíbrio decada um é diferente), tens que ter toda a informação que conseguires, então observa cuidadosamente dentro de ti mesmo e decide o que realmente importa.


6. Propósito para a vida. 

Uma boa atitude - chamá-lo de otimismo ou "espírito de luta" ou o que quer que seja, não é suficiente, não importa o quão positivo és... A vontade de viver deve ser acompanhada por um compromisso de viver: junta-te a um grupo de apoio, faz planos, estabelece metas; "Renova a tua participação na vida".


7. Encontra um Patient Advocate

No ambiente de cuidados médicos e afins, obter o melhor atendimento pode ser uma luta. Podes acabar a lutar com a doença e com o médico, companhias de seguro, bancos, etc…, recruta um Patient Advocate para lutar essa luta por ti.


8. Subjugar o inimigo dentro de fronteiras. 

Mais cedo ou mais tarde, ouvirás a pergunta:”Porquê eu?"

Aprende a reconhecer a auto-piedade e resistir. Outro sentimento para resistir: A Culpa. 

Sim, os teus entes queridos estão a passar pelo inferno, mas não é Culpa Tua. (mesmo quando te queiram passar essa ideia… ninguém tem culpa de adoecer)


9. Cria uma rede de suporte. 

Não consegues resolver isso sozinho... Vais precisar de pessoas. Família, amigos, cuidadores, grupos de apoio, estranhos, não importa, desde que seja alguém. Mas não esperes mais pessoas do que o razoável. 

Não esperes que a tua família ou os teus amigos mudem apenas porque estás doente. Não esperes mudança. Pelo menos… não para melhor!


10. Não deixes a doença - ou o tratamento - mudar quem TU és!

Não deixes o "Eu ainda estou aqui!", A síndrome do obtém o melhor de Ti. A negação e a rendição são maus, mas a sobrevivência a qualquer custo também é perigosa, apenas de uma maneira diferente. 

Se a doença, ou o tratamento, te mudarem (para pior), então acabas por perder uma batalha de qualquer maneira.


11. Descobre quando desenhar a linha. 

Existe uma linha, além da qual o preço da sobrevivência é muito alto, uma linha entre o que vale a pena lutar e… onde já não vale. Os limiares da dor variam, bem como limiares do medo e da incerteza. Os médicos frequentemente definem essa linha; Define as tuas próprias regras!.


12. Nunca digas nunca!

Todos reagem às doenças de forma diferente. Todos os corpos reagem às drogas e aos tratamentos de forma diferente. 

Existem sempre pacientes que desafiam os prognósticos médicos e os casos "sem esperança" que nos deixam de boca aberta pela superação. 



Para todos os pacientes: À luz dos avanços do conhecimento médico, o corpo humano permanece maravilhoso, estranho e cheio de surpresas!

Tenhamos um pouco de Alegria, Fé e Esperança!

Beijinhos para todos




Carla Sousa Pinto


Página de Facebook

Comentários