VIVER MIL VIDAS | POR CARLA DE SOUSA PINTO

Antes do cancro, o tempo era escasso… Eu perdia-o com tanta facilidade! 
Os dias passavam e sentia que nada fazia com eles, apesar dos afazeres… não havia presença. Não saboreava a dádiva do momento (nem sabia como isso se fazia). 
Em altura de crise, o tempo engorda. Enche os segundos com eternidades até serem derramados copos meio-cheios. Prolonga-se como o oceano, ou abrem-se como uma rosa até murchar. 

Tal como quando beijamos, por fim o ser amado, por quem ansiámos anos e nos derretemos de tanta ternura que tudo pára e o tempo alonga. 

Um cancro não nos torna mais importantes que o resto da raça mortal. Todos podemos morrer! Baleada numa discoteca enquanto dançamos, abalroada por um camião num acto de terrorismo… 

No entanto o Cancro deixa-nos um sobreaviso. Limita a nossa experiência. Obriga-nos a caminhar arduamente para um cume bem alto, que podemos nunca alcançar. 

Ao mesmo tempo, qual mordomo envolvente, convida-nos a viver mil vidas, na quantidade de tempo que nos é oferecida… sem nunca sabermos de quanto se trata realmente. E claro… dá-nos a opção de viver intensamente, pois não sabemos se voltamos a ser visitadas ou / e quando. 

Creio que existe sempre uma Luz, mesmo quando não a consigo ver. Permanente, confiável, e mesmo que chegue o dia que caminhe às “cegas” , por caminhos obscuros para a encontrar, ela estará na névoa do meu medo ofuscante e não descansará até me encontrar. 

“There´s a crack in everything. That´s how the light gets in” – ANTHEM, by Leonard Cohen. 

(“Tudo tem falhas. É assim que a luz entra”) 


Tenham por isso, a audácia de viver uma Vida recheada de mil vidas! 

Beijinhos 






Carla Sousa Pinto

Página de Facebook

Comentários

  1. Amei amei amei. Afinal quanto tempo o Tempo tem de/na/com VIDA?! adoro as tuas crónicas e a tua perspectiva. Sempre empolgada pela seguinte, esta humilde fã.

    ResponderEliminar
  2. lindo mesmo... temos sim de criar memorias. Parar e respirar e gozar a vida. o amanha nao nos e prometido. E tao facil esquecer tal. jokas grandes!!!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário