UM PROCESSO DIÁRIO - 2ª PARTE | POR CARLA DE SOUSA PINTO


Como as grandes lutas se vencem um dia de cada vez, aqui fica a continuação do artigo da semana passada…  :)
10. Conto minhas bênçãos.
"Enfrento as dificuldades com fé em dias melhores e sentindo as minhas bênçãos. Mesmo com a sombra do cancro na minha vida, as bênçãos nunca pararam de chegar”


11. Eu escolho ser positiva.

"Creio que a atitude é verdadeiramente uma escolha, e ao escolher ser negativa, sinto-me   miserável, e todos em meu redor se sentirão também…  De qualquer modo, um ponto de vista negativo não vai mudar a situação, então por que ir lá, tipo io-io, a toda a hora?
Principalmente, tento ter em mente uma expressão que li há uns tempos que dizia: "A relva do vizinho é sempre melhor do que a minha, porque ninguém vê as horas de trabalho que aquela relva lhe dá!"


12. Eu escolho ser feliz.

"Coloca um sorriso no rosto e mantém-no…  apenas por manter. Repete! Eventualmente, o sorriso se tornará real. Se não consegues fazê-lo por Ti mesma, fá-lo por quem mais amas! Felicidade e tristeza são escolhas, escolhe ser feliz! "


13. Uso o meu Sentido de humor.

"Mantenho o humor na minha vida. O Cancro não tem piada, mas um sorriso por dia torna a vida mais fácil."


14. Participei em ensaios clínicos.

"Foi simplesmente um pouquinho de sangue a mais na recolha de análises … um dia simplesmente assim, pelo sangue saberão se alguém tem Cancro! Fantástico não é?!? No meu caso foi simples, mas pode não ser!  É sempre algo que fica, como um pequeno legado para gerações vindouras”


15. Abraço as minhas emoções, da tristeza à alegria.

"Eu dou-me permissão para ter momentos baixos ou tempos difíceis, em vez de lutar com estes dias. Ao dar-me permissão para me sentir triste ou zangada, encontro-me mais capaz de seguir em frente e voltar a viver minha vida. Admito que tristeza pode ser uma emoção e não uma depressão. Reconheço-a e aceito-a! Vivo-a! E volto a equilibrar… no balanço possível. E tão desejável!


16. Tenho confiança em quem eu sou.

"Eu Sou uma pessoa sorridente, feliz com o mundo! Eu já era assim era antes do meu diagnóstico porque… eu sou assim! Eu sou eu, apenas com algumas modificações celulares, mas ainda, EU!
 Seja qual for o teu novo normal, a fadiga, os efeitos secundários, TU ainda és TU… E TU Existes!


17. Continuo avançando.

"Eu sou um sobrevivente de Cancro de Mama Triplo Negativo há dois anos (praticamente) e ao longo destes meses, algumas pessoas com a doença que eu tive recaíram, ou já cá não estão… É muito difícil permanecer positiva nestes momentos, mas o maior desafio desta é jamais nos deixarmos dominar por medos e ansiedades que ela nos possa causar, mesmo quando…  já não está no nosso corpo.
Persistência e determinação são o que é necessário para lutar nesta batalha e para permanecer positiva. Aprenda com suas próprias experiências e lembre-se de tudo o que  passou para chegar onde está hoje.  Já é uma vencedora!


18. Eu mantenho o Cancro em perspectiva.

"Eu sei que tive muita sorte, porque meu cancro foi diagnosticado numa fase muito precoce. No meu caso foi temporário. Eu só queria que fosse temporário para todos. Também tive a sorte de ter tido um enorme apoio durante os meus tratamentos, e isso ajudou-me a manter-me positiva (a maior parte do tempo). "


19. Eu acredito que posso vencer o cancro.

"Tenho Fé, confio em Mim, espero dos meus médicos  o melhor tratamento (mas sou parte interveniente, e como o sou… neste processo), e confio que minha família será a minha bússola quando eu ficar desanimada."


20. Vencer o Cancro é viver com o cancro e manter uma vida estável e sã!

“Não perde a batalha contra o cancro quem padece da doença, ou a quem o corpo cede depois de tanto lutar.
Perde a batalha quem se encolhe com medo e não dá o corpo à bala. Por isso, CUSTA, ahhhhh, se custa (e esta palavra é fraquíssima para o que quero dizer) lutar sempre e as vezes que forem necessárias, para que mesmo que o corpo ceda possamos vencer o Cancro… um dia de cada vez!”



Um beijo a todos e uma Páscoa Feliz! 








Carla Sousa Pinto
Página de Facebook

Comentários

  1. Carla, tenho estado a gostar de ler estes postos teus. Foi gracas a internet que nos conhecemos, foi gracas ao cancro, as duas sermos triplo negativo. Tal como tu, eu escolho gozar a vida ao maximo, vejo este episodio da minha vida como um despertador, um despertador de vida. Apos tantos anos a pensar nos outros, a cuidar doutros, a viver a vida doutros, fui acordada e deram-me me uma nova chance a vida. Essa chance esta a mudar-me, a mudar-me para uma pessoa que gosto, uma pessoa que tinha desaaparecido. Mas ainda mais, tantas tantas novas amigas entraram na minha vida. Tal nunca teria acontecido se nao fosse pelo cancro. Obrigada pela tua amizade. Beijocas grandes, Carla!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário