MULHERES JUSTWOMAN | PATRÍCIA ESTEVES VICENTE - OW ARQUITECTOS


Nome: Patrícia Esteves Vicente
Idade: 42
Profissão: Arquitecta
Patrícia Esteves Vicente, é Arquitecta e uma das partners da OW Arquitectos, que colabora semanalmente com a Just Woman.Para além das ideias fabulosas, que partilha connosco nas suas rubricas, queremos que fique a conhecer melhor quem está, afinal, do lado de lá do ecrã.


Quem é a Patrícia Vicente? Como te defines?
Talvez não encontre uma definição exacta e real mas sei que procuro nunca prejudicar ninguém, tento fazer o melhor como pessoa, como mulher, filha e mãe, esperando sempre o melhor dos outros. A nível profissional, gosto de sentir que ao longo destes anos tenho pelo menos tentado desempenhar da melhor forma os desafios que encontro ou que crio.

O que vês quando te olhas ao espelho?
O tempo para me ver ao espelho é escasso... mas sinto que afinal ter 42 anos não é tão mau como pensamos. Somos diferentes mas para melhor. A parte física às vezes parece não colaborar mas no fundo sinto que o tempo para mim até foi simpático! É claro que existem dias mais cinzentos que outros e que interferem na imagem refletida...

Como nasce a paixão pela arquitectura?
A arquitectura surgiu com o gosto por desenhar, primeiro começou pelo design de moda mas como as perspectivas ao nível do ensino e das oportunidades profissionais não eram muito fáceis, achei que podia experimentar aprender a fazer outro tipo de desenhos. Com a frequência no ensino superior comecei a pensar que era mesmo este o meu caminho e depois com a experiência profissional que fui ganhando, chego a pensar agora que não sei fazer outra coisa, o que na realidade é mentira, nós arquitectos somos os profissionais mais multifacetados. 

A casa mais bonita que já desenhaste?
Para mim não existe a melhor, tento sempre fazer melhor e principalmente superar as expectativas de quem confia no meu trabalho. Talvez não seja uma pessoa que se sinta satisfeita na totalidade e sinceramente com os resultados finais dos projectos, por isso talvez procure sempre alcançar mais.

O que não pode faltar numa casa?
Podia responder com uma frase em jeito de piada mas o que realmente não pode faltar é o conforto. Com mais ou menos luxo, mais ou menos área, melhor ou pior localização, o que importa mesmo é que quem habita se sinta bem e isso passa pelo conforto! 

Qual a divisão da casa que mais gostas?
Acho que nunca pensei nisso... cada divisão tem a sua função e o seu “encanto”!

É fácil ser empreendedora e empresária em Portugal? Porquê?
Esta pergunta já não é nova. Ser empreendedora/empresária é uma forma de estar na vida. Não é fácil, nada mesmo. Muitas batalhas, muitas guerras, muitas marés, tanta dificuldade ao longo deste percurso. O facto é que talvez já não saiba o que é viver de outra maneira. O esforço, as vitórias e até as derrotas fazem-nos continuar a traçar o caminho. E depois como mulheres, ainda temos a faceta familiar que nos faz trabalhar mais umas quantas horas por dia. Sobre a questão de ser mulher num mundo de homens, não há questão, isso é passado.

O que te motiva enquanto profissional?
Saber que faço a diferença na vida de outras pessoas e que deixo de alguma forma a minha marca no mundo.

E enquanto mulher?
...não sei responder. Nunca fui homem!

Uma mensagem para mulheres empreendedoras e que tenham vontade de mudar as suas vidas. 
O que são as mulheres senão umas empreendedoras nas suas vidas? Nós somos diferentes, não somos simples... se pensarmos bem, todos os dias estamos a “inventar”, a “magicar”. Não nos podemos restringir ao que temos como garantido, temos que ir à luta e fazer tudo o que realmente gostávamos. Como dizem a vida é só uma, porque não experimentamos fazer o que gostávamos? 

Qual a tua melhor qualidade?
A qualidade que pode também ser um defeito: estar sempre disponível.

E o pior defeito?
O defeito que pode também ser uma qualidade: não passar para os outros o que me afeta.

Um sonho não cumprido?
...ainda. Fazer uma Paris-Dakar (mota ou camião) e uma missão de voluntariado.

Arrependimento, se morresses hoje?
Talvez de ainda não ter realizado os sonhos identificados e tantas outras coisas...

Principais paixões?
...moda, bricolages, viajar, motas, e muitas mais.

Se pudesses escolher, onde construías a tua casa de sonho?
Tenho a certeza que nunca irei construir uma casa para mim, não conseguiria acabá-la, se calhar nem no papel. Mas o lugar, caso conseguisse, quente com o mar pela frente!


Obrigada Patrícia! 











Comentários